Slideshow Image 1
Slideshow Image 2
Slideshow Image 3
Slideshow Image 4

Home Estudos Bíblicos Estudo - Vendo a Face do Ourives

Estudo - Vendo a Face do Ourives

alt

"E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na Sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito" (2Co 3:18).

Amy Carmichael levou um grupo de crianças a um ourives tradicional na Índia. No meio de um fogo alimentado a carvão havia uma cerâmica côncava. Na cerâmica havia uma mistura de sal, tamarindo e pó de tijolo. Dentro dessa mistura havia ouro. Conforme o fogo devorava a mistura, o ouro se tornava mais puro. O ourives tirava o ouro com uma pinça e, se não estivesse suficientemente puro, ele o repunha no fogo com uma nova mistura. Mas cada vez que o ouro era recolocado, o calor era aumentado. O grupo perguntou: "Como você sabe quando o ouro está puro?" Ele respondeu: "Quando posso ver meu rosto nele". – Amy Carmichael, Learning of God, p. 50.

Deus procura nos purificar, nos refinar como o ouro, nos transformar à Sua imagem. Essa é uma meta surpreendente, e parece ainda mais surpreendente que um caráter semelhante ao de Cristo seja desenvolvido em nós somente por passarmos pelos crisóis da vida.

Que papel tem o sofrimento no processo de depuração?

"À Sua imagem"

"Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de Seu Filho, a fim de que Ele seja o primogênito entre muitos irmãos"(Rm 8:29).

No princípio, Deus nos fez à Sua imagem (Gn 1:27), mas aquela imagem foi maculada pelo pecado.

Como vemos essa imagem de Deus deformada na humanidade?

É óbvio: Todos fomos corrompidos pelo pecado (Rm 3:10-19). Mas o desejo de Deus é de nos restaurar ao que devíamos ter sido originalmente. É aí que se encaixa nosso verso de hoje. Ele revela o plano de Deus para os que submetem a vida ao Espírito Santo, para que sejam "conformes à imagem de Seu Filho" (Rm 8:29).

Mas existe outra dimensão. "A própria imagem de Deus tem de ser reproduzida na humanidade. A honra de Deus, a honra de Cristo, acha-se envolvida no aperfeiçoamento do caráter de Seu povo."–O Desejado de Todas as Nações, p. 671.

Como cristãos, nunca devemos nos esquecer de que estamos no meio de um drama cósmico. O grande conflito entre Cristo e Satanás está se desenvolvendo ao nosso redor. A batalha toma muitas formas e é manifestada de muitas maneiras. Mas, embora muita coisa permaneça oculta, podemos entender que, como seguidores de Cristo, temos uma parte a desempenhar nesse drama, e podemos levar honra a Cristo por meio de nossa vida.

Fé em meio ao fogo purificador

Uma coisa é estar em uma batalha; outra coisa é nem mesmo ver as forças dispostas para aquela batalha. De certo modo, é assim que os cristãos têm que viver. Sabemos que as forças estão lá fora, podemos senti-las em nossa vida, mas temos que avançar em fé, confiantes naquele "que é invisível" (Hb 11:27).

Qual era uma das grandes dificuldades de Jó?  Jó 23:1-10

Mesmo em meio a suas terríveis provações, Jó confiava no Senhor. Apesar de tudo, ele estava decidido a resistir. E uma das coisas que o mantinham como ouro era a perseverança. Não uma medalha de ouro; ao contrário, ele estava examinando o futuro e percebia que se esperasse em Deus, seria melhor para ele – que ele terminaria como ouro. Quanto Jó sabia do que estava acontecendo por trás dos bastidores, não nos é dito. Não importa quanto estava oculto para ele, ainda assim, ele venceu o fogo purificador.

Você tem medo do fogo? Você se preocupa com o calor que as circunstâncias geram? Talvez, como aconteceu a Jó, o calor de Deus pareça inexplicável. Pode ser a dificuldade de se ajustar a um novo emprego ou uma nova casa. Pode ser a necessidade de sobreviver a um ambiente nocivo no trabalho, ou mesmo dentro de casa. Pode ser uma enfermidade ou prejuízo financeiro. Por mais difícil que seja entender, Deus pode usar essas provações para refinar e purificar você e imprimir Sua imagem em seu caráter.

Ser provado para sair como ouro parece ser um incentivo para Jó nessa passagem, algo em que fixar os olhos e que o ajuda a atravessar as dificuldades. É um testemunho poderoso de seu caráter já que, em meio a toda dor e sofrimento, ele conseguia sentir a realidade do processo depurador. Por menos que entendesse o que se passava, ele sabia que essas provações o refinariam.

As últimas palavras de Jesus

Jesus estava em Jerusalém, quase na hora da morte. De acordo com o Evangelho de Mateus, a última hora de ensino de Jesus antes da Páscoa foi usada contando parábolas aos discípulos, inclusive a das dez virgens e a da ovelha e os bodes. Essas histórias estão relacionadas à maneira de vivermos enquanto aguardamos que Jesus venha. Assim, seu valor para hoje – com os sinais da vinda de Jesus em breve ao nosso redor – nunca foi mais importante.

Na parábola das dez virgens (Mt 25:1-12), muitos comentaristas assinalam que o azeite é símbolo do Espírito Santo. Mas também, esse azeite é símbolo do caráter e que é algo que ninguém pode adquirir por nós.

Leia a parábola (Mt 25:1-12). Como muda o significado da história, dependendo de você ver o azeite como símbolo do Espírito Santo ou o caráter?

Leia a parábola dos cabritos e das ovelhas em Mateus 25:31-46. Que critério é usado para separar as ovelhas dos cabritos?

Note que o rei separa as ovelhas e os cabritos a partir das obras, do caráter. Embora, aqui, Jesus não estivesse ensinando salvação pelas obras, podemos ver como é importante o desenvolvimento do caráter no plano de salvação e como os que são verdadeiramente salvos por Cristo refletirão essa salvação em sua vida e caráter.

Dizem que "caráter é o que a pessoa é no escuro". Que tipo de pessoa você é quando ninguém está vendo?

"Os sábios"

Leia Daniel 12:1-10. A que hora na história terrestre Daniel está se referindo? Qual será o caráter dos filhos de Deus que estiverem vivos naquele momento? Que características eles terão, em contraste com os ímpios? Veja também Ap 22:11

Daniel é informado de que, logo antes da vinda de Jesus, haverá um tempo de angústia maior do que jamais houve na história. Nos versos 3 e 10, nos é dada uma descrição dos justos e dos perversos nesse tempo. Note como os perversos "procederão perversamente" (v. 10) em contraste com os justos, que no verso 3 resplandecem com fulgor, talvez porque foram "purificados, embranquecidos e provados" (v. 10) durante este "tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo" (Dn 12:1). Em contraste, também, os perversos não entendem, mas os justos são "sábios" e entendem.

Entendem o quê? Matemática, ciências, alta crítica? O livro de Provérbios diz que "o temor do Senhor é o princípio do saber" (Pv 1:7). Talvez, neste contexto, os "sábios" sejam sábios porque têm uma compreensão dos eventos finais, o tempo de angústia, em seu desdobramento. Eles não são pegos de surpresa; de seu estudo da Palavra, sabem o que virá. E, mais importante ainda, sabem o suficiente para permitir que este tempo de dificuldades os purifique e refine; os perversos, por outro lado, ficam ainda mais obstinados em sua rebelião e, assim, continuam em sua impiedade.

O ponto crucial é que, aqui, temos a descrição de um povo que passou pelo processo purificador e depurador.

Caráter e comunidade

Qual é o papel da comunidade na vida cristã? Ef 4:11-16

Escrevendo aos Efésios, Paulo descreve a igreja como um corpo. Jesus é a cabeça, e Seu povo forma o restante. Se você olhar o verso 13, notará que o propósito final da vida nessa comunidade é atingir "a medida da estatura da plenitude de Cristo". E para isso, precisamos uns dos outros.

Certamente, é possível ser um cristão totalmente só. Realmente, como muitos ao longo dos séculos que foram ridicularizadas ou perseguidos, estar só freqüentemente é inevitável. Um testemunho poderoso do poder de Deus é o fato de homens e mulheres não cederem sob as pressões que os cercam. Porém, embora seja verdade, Paulo está querendo enfatizar uma verdade crítica: a plenitude de Cristo, em última instância, é experimentada e revelada quando estamos trabalhando juntos em comunhão uns com os outros.

Em que aspectos o testemunho de uma comunidade revelando a plenitude de Cristo é diferente de uma pessoa revelando a plenitude de Cristo? Quais são as implicações disso no contexto do grande conflito? Veja Ef 3:10

É fácil ser agradável quando você está sem ajuda ou com estranhos, mas é muito mais difícil ser agradável às pessoas que você conhece bem ou de quem realmente não gosta. Significa que, quando ainda mostramos graça e generosidade a essas pessoas, oferecemos um testemunho irresistível sobre a verdade de Deus.

"A formação do caráter é a obra mais importante que já foi confiada a seres humanos; e nunca antes foi seu diligente estudo tão importante como hoje. Jamais qualquer geração prévia teve de enfrentar situações tão difíceis; nunca antes jovens foram defrontados por perigos tão grandes como hoje."– Educação, p. 225.

Extraído de: http://www.bibliaonline.net/estudos/?acao=tema&estudo=19&licao=4