Slideshow Image 1
Slideshow Image 2
Slideshow Image 3
Slideshow Image 4

Home IGREJA Nossa Missão

Quem Somos

QUEM SOMOS
A Igreja Evangélica Missionária Moriá – IEMM é uma denominação cristã-evangélica, de fé renovada (crê, aceita e pratica os dons espirituais), visando o cumprimento da Grande Comissão (Mt 28:16-2 e Mc 16:11-8).
 
NOSSA TEOLOGIA
Entendemos que uma igreja para ser cristã precisa ser legítima e eficaz conforme as escrituras sagradas e, assim, adotamos como base de interpretação a Teologia Bíblica Cristã.

A Teologia Bíblica estuda a Bíblia Sagrada e organiza as conclusões obtidas pela Teologia Exegética (que usa técnicas como a exegese para interpretar a Bíblia) em várias divisões e áreas de estudo, com a finalidade de estudar e conhecer a história progressiva da Revelação de Deus à humanidade, desde o princípio da criação (no Antigo Testamento) até a consumação dos tempos (no Novo Testamento).

A Teologia Bíblica ainda divide-se em:

- Teologia Bíblica do Antigo Testamento: nesta parte, os teólogos bíblicos dão especial ênfase às prefecias e indícios revelados no Antigo Testamento relativos à vinda e missão de Jesus Cristo, o Messias.

- Teologia Bíblica do Novo Testamento: revelando Jesus Cristo como o Messias, suas doutrinas e sua missão.

 

FIDELIDADE AOS PRINCÍPIOS DO REINO DE DEUS

 

MISSÃO:

1. Levar a Palavra de Deus às pessoas que ainda não tiveram essa oportunidade e, por isso, ainda não aceitaram a Jesus Cristo como Senhor e Salvador de suas vidas.

2. Resgatar pessoas cristãs que estejam dispersas sem congregar em nenhuma igreja.

3. Cumprir a Grande Comissão determinada por Jesus Cristo em Mateus 28.19 que diz: "Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;"

 

 


VISÃO:

Conscientizar que o evangelismo individual ou coletivo é dever de cada membro, em conformidade com Atos 20:20, em que orienta que todos os dias e em todo lugar, cada membro é um evangelizador em potencial, devendo ser testemunha de Jesus Cristo e mensageiro das boas novas.

 

 

VALORES:

Preservar a Palavra de Deus em essência e conforme os princípios bíblicos, proporcionando ao cristão pleno conhecimento das doutrinas bíblicas que regem o cristianismo.

 

 

OBJETIVOS

Primário:

Ampliar o reino de Deus na terra, aguardando ansiosamente a volta do Senhor Jesus Cristo para resgatar sua igreja.

 

Secundários:

1. Levar as pessoas ao conhecimento da Palavra de Deus, aceitando Jesus Cristo como Senhor e único Salvador, visando alcançar a vida eterna.

 

2.Manter regularmente a Escola Biblica gratuita para instruir os membros (de todas as idades) na Palavra de Deus.

3. Estruturar as famílias nos princípios cristãos e morais.

4. Recuperar espiritualmente as pessoas decaídas por causa do pecado, levando-as ao arrependimento, visando alcançar a salvação eterna através da Jesus Cristo.

5. Dar instrução e ensino para que os cristãos vivam em santidade buscando a regeneração do caráter moral, ético e espiritual.

UMA IGREJA CONFORME AS ORIENTAÇÕES CONTIDAS NO LIVRO DE ATOS DOS APÓSTOLOS:

 

O livro de Atos dos Apóstolos nos apresenta o padrão que o Senhor estabeleceu para a sua igreja. Esse padrão é uma igreja bastante simples, mas cheia do poder do Espírito Santo, como se comprova logo no segundo capítulo de Atos.

 

A começar pelo conteúdo da pregação de Pedro, que foi centrada em Cristo, encontramos neste capítulo, bem como na sequência dos demais livros que compõem o Novo Testamento, práticas que nós, cristãos, não podemos negligenciar.

 

O culto bíblico possui como elementos imprescindíveis: leitura bíblica, oração, cânticos espirituais, pregação da Palavra, ordenanças (batismo e Santa Ceia), ofertas e bênção apostólica.

 

Compreendemos que o culto a Deus é uma atividade puramente espiritual, por isso, não aceitamos a introdução de elementos de entretenimentos ou que possam substituir a comunhão e a unção. Todas as ações da Igreja devem ter como objetivos louvar e adorar a Deus e fortalecer a fé dos membros.


São esses os critérios ensinados por Jesus Cristo e praticados pelos apóstolos:

 

Em Atos 2:36-47, encontramos o resumo do padrão das igrejas fundadas pelos apóstolos e pelos primeiros cristãos, e tais práticas continuam valendo como princípios para a igreja cristã durante toda a dispensação da Graça.

 

• Perseverar na doutrina dos apóstolos com estudos bíblicos que proporcionem crescimento e fortalecimento da fé, com base no entendimento bíblico-cristão detalhado nas cartas dos apóstolos.

 

• Perseverar na comunhão entre os membros, preservando a amizade e a cumplicidade entre os membros de forma harmônica e respeitosa.

 

• Perseverar no partir do pão, celebrando a Santa Ceia como memória de Jesus Cristo.

 

• Perseverar nas orações em grupo como forma de aumentar e manter a fé e o relacionamento com Deus Pai, através de Jesus Cristo.

 

• Preservar o temor amando e respeitando a Deus como Altíssimo e Soberano; crendo e honrando ao Filho Jesus Cristo, como Senhor e Salvador; e ter um relacionamento respeitoso e puro com o Espírito Santo, o Consolador.

 

• Buscar o revestimento de poder com o batismo com o Espírito Santo para a realização milagres, maravilhas, sinais e prodígios como prova do amor e misericórdia de Deus, e, como prova da existência do Pai, do Filho e do Espírito Santo;

 

• Manter a unidade do corpo da igreja evitando os grupos de facciosos e rixosos que causam dissolução e dissensão;

 

Auxiliar os mais necessitados priorizando os membros da igreja;

 

• Instruir os membros para a sensibilidade na contribuição como forma de manutenção e expansão da igreja, de forma que possam compreender a importância de serem mantenedores, sem obter nada em troca, e que a contribuição é espontânea e voluntária conforme propor no coração.

Os crentes precisam compreender que os primeiros cristãos sentiam prazer em contribuir com a obra, ultrapassando os 10% da lei do dízimo, a ponto de vender seus bens e posses e entregarem os valores totais aos apóstolos (Atos 2:45). Isso é uma prova de fé e confiança nas respostas do Senhor àqueles quesão fiéis e constantes.

 

• Estimular e manter a frequência nos cultos e demais atividades da igreja como forma de estar presente adorando e glorificando a Deus, em unidade e comunhão;

 

• Levar o membro a compreender o dever de louvar a Deus em tudo e a cada instante de sua vida, tanto nas celebrações quanto no cotidiano de suas vidas;

 

 

Outros relatos sobre como viviam os crentes encontramos em Atos 4:31-27, sendo:

 

• Vida em constante oração sendo que o membro precisa compreender que as armas do cristão não são humanas, porém espirituais, e desse modo, se faz necessário a oração frequente e a meditação na Palavra de Deus;

 

• Se reuniam para orar juntos, intercedendo uns pelos outros. O cristão precisa compreender que além das orações individuais os membros das primeiras igrejas se reuniam frequentemente para a oração em grupo em busca de poder espiritual e fortalecimento da fé;

 

• Eram cheios do Espírito Santo e por isso os milagres eram frequentes provando que o Reino de Deus é espiritual acima do material;

 

Anunciavam a Palavra de Deus com ousadia em todo o tempo e em todo o lugar;

 

Compartilhavam o que tinham e ninguém passava por necessidades;

 

• As ministrações dos apóstolos eram poderosas e aconteciam muitos milagres, sinais e maravilhas;

 

• Anunciavam aressurreição de Jesus Cristo como primícia dando a esperança de vida eterna na ressurreição dos mortos em Cristo, diferenciando o destino dos salvos em Cristo para os não salvos que rejeitam a Cristo;

 

 

E ainda em Atos 20:18-22 registra as características das primeiras igrejas e quais as ações elementares dos dirigentes, sendo:

 

• Os líderes eram dispostos a servir ao Senhor, fazendo exatamente o que era direcionado pelo Espírito Santo, sem qualquer vangloria, mas em humildade com derramamento de lágrimas diante das tentações e ciladas armadas pelos judeus e outros perseguidores;

 

• Eram ousados em anunciar a necessidade de conversão aceitando a Jesus Cristo como Senhor e único Salvador, fazendo isso a todos os povos sem distinção de raça e de crença para que pudessem alcançar os eleitos;

 

• Davam testemunho das ações da fé como forma de revelar que Jesus é o Cristo, que ressuscitou e está vivo, reinando com todo o poder dos céus;

 

Pregavam a Palavra de Deus todos os dias de forma proveitosa tanto em público quanto de casa em casa numa ação evangelística constante, mostrando que o testemunho e o evangelismo individual são necessários e eficientes.   

Veja mais sobre os critérios e formas de ação das primeiras igrejas cristãs em Atos 1:1-3; 2:38-47; 4:19-35; 6:1-7; 8:14-17,35-38; 10:44-48; 11:14,22-26; 12:5; 13:1-3; 15:5,6; 20:17-36.